Como conquistar um homem

Quando eu tinha mais ou menos 9 anos e dois tótós género cocker spaniel, apaixonei-me pela primeira vez.

Foi amor à primeira vista. Quando vi o “Alberto” a entrar pela porta da escola com uma pastinha preta à executivo, pensei logo: “Eh lá. És novo aqui.”

Ele era mesmo giro! Parecia o ator principal dos Morangos Com Açúcar e (a melhor parte) sabia a tabuada!

Eu queria mesmo (mesmo) muito que o “Alberto” gostasse de mim então o que é que eu fazia? (apontem em algum sítio que vêm aí as dicas).

             1- Rezava todas as noite ao menino Jesus que ele se apaixonasse por mim.

Atenção! Eu também não era assim tão oportunista… rezava dois ou três pais nossos mais uma avé maria e, no fim, lá pedia por favor.

             2- Gastava todos os desejos de aniversário e fim de ano a desejar que o “Alberto” se apaixonasse por mim.

Sim. É verdade. Por isso é que se diz que quando se quer mesmo muito uma coisa, se consegue. Porque eu vou com tudo, desde pequenina. Quando chegava a hora de morder as velas, fechava os olhos com força, mordia a cera e desejava “Que o “Alberto” goste de mim”. E calhou mesmo bem no aniversário dos 10 anos ter duas velas assim podia desejar duas vezes.

Nunca gostei muito de passas mas se sentir aquele sabor enjoativo na boca fizesse o Alberto gostar de mim… ah então eu aproveitava! Metia as passas (ou uvas) todas na boca e desejava: “Que o “Alberto” goste de mim””Que o “Alberto” goste de mim””Que o “Alberto” goste de mim””Que o “Alberto” goste de mim””Que o “Alberto” goste de mim” + sete vezes.

E não é que resultou mesmo?!

Fui pedida em namoro à moda antiga e tudo! (quem nunca?)

papelinho_3

Lá andávamos nós, sempre juntinhos, juntinhos no recreio, juntinhos na secretária, juntinhos nas visitas de estudo, até que…

Chega a “Carminho”. Loira, de beleza muito peculiar, nova, portanto.

O “Alberto” (e todos os rapazes da escola) que laro que  se apaixonaram pela novata.  Mas acham que eu fiquei parada? O que é que eu fiz?

           3- Fiz-me “amiga” da “Carminho”.

Ele era mesmo giro, ok? E a verdade é que ficámos “amigas” e eles deixaram de namorar. E… adivinhem… eu e o “Alberto” voltámos!

Foi tudo muito bonito até que mudei de escola e troquei o “Alberto” pelo “João”.

Fim.

Última dica:

          4- Não se esforcem demasiado no início que depois, quando surge o verdadeiro desafio, já não há paciência e aí nem o menino Jesus safa.

Não me perguntem quanto tempo demorei a conseguir, o que importa é que O consegui. Se o mantive ou não depois, já é outra coisa. Mas isso, é como tudo na vida. E, além disso, não podia já ficar pelo primeiro namorado, né?

A Melo Dramática.

5 pensamentos sobre “Como conquistar um homem

  1. Conclusão:
    – FUI ENGANADA !!!!!!!😥🤔
    Com que então, quando te levei à visita de estudo a Lisboa , já andavas perdida de amores pelo Alberto…..que até tem nome…. de PADEIRO 😣!!!
    Já nem nas crianças se pode confiar !!!!

    Gostar

  2. Pingback: A solução para TODOS os problemas. | A Melo Dramática

  3. Pingback: A arte de saber chorar | A Melo Dramática

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s